relevant to orgasm, absence of African mango diet pills african mango
nov 27

semanadeculturaserrinha3

De 1° a 6 de dezembro Serrinha reunirá diversas atrações artísticas em uma Semana de Cultura. Teatro, música, capoeira, artesanato, artes plásticas e um festival de violeiros. O evento, que há três anos é realizado pela Agência de Fomento às Iniciativas Solidárias – AFIS, tem o objetivo de contribuir para a valorização cultural do município.

Em sua quarta edição a Semana terá como tema Vida, Arte, Luta e Liberdade, e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Serrinha. Durante a Semana serão reunidos nomes clássicos do segmento artístico-cultural nacional e regional como Jota Velloso, Peninha, Paulinho Moska, Paulinho Jequié, Gereba e outros. A programação contempla também mesa redonda, oficinas, debates sobre arte, encontros com mestres da cultura popular, exibição de curtas e muito mais.

Para acessar a programação na íntegra clique aqui!

nov 26

ed-90Dica da Semana

Já ouviu falar em Estante Virtual? Não. Bom, lá vai a dica então.

Estande Virtual é um portal que reúne acervos de vários sebos de livros ao mesmo tempo. A ferramenta acaba facilitando o acesso dos freqüentadores de sebos, já que agrega informações de livreiros diferentes sem que o internauta fique buscando individualmente os endereços.

A proposta é agregar em uma estante diversas opções de busca, o que não só facilita a vida do internauta, mas fortalece o segmento de livros usados. A Estante Virtual, como projeto, também institui variadas mudanças. Significa um rompimento da lógica de esforços individuais na disputa por visibilidade na internet e a instituição de um novo paradigma, de caráter agregador.

Para quem gosta de literatura, de vasculhar sebos, estantes e unir a tudo isso as novidades tecnológicas fica a dica http://www.estantevirtual.com.br. Passa lá!

Por Janine Falcão, Relações Públicas da Ascom/UNEB.

Para ler a TR na íntegra, clique aqui!

Tags:

nov 25

projetopoderosa_definitivo_2

Mais uma ação de combate à opressão contra a mulher está sendo realizada em Salvador. Desta vez foi a Superintendência de Políticas para as Mulheres a responsável pela iniciativa. Desde o dia 21 de novembro teve início o Projeto Poderosa: Treinamento em Mídia e Comunicação Não Discriminatória. A ação destina-se à mulheres, lideranças comunitárias, estudantes de comunicação, gestoras públicas e assessoras parlamentares e mulheres representantes da sociedade civil.

A ação tem como objetivo proporcionar condições para que as mulheres possam interagir com diversos meios de comunicação, especialmente, ao tratar de temas sobre a mulher e o feminismo. Para tanto, serão realizadas 06 ações de formação, todas gratuitas e com carga horária de 16 horas cada. O próximo evento da programação discute Direitos Sexuais e Reprodutivos e acontece nos dias 26 e 27 de novembro. Nos dias 10 e 11 de dezembro a discussão é sobre Lei Maria da Penha. As ações acontecem sempre das 8h às 12h e das 14h às 18h, em Marazul Hotel (Av. Sete de Setembro, nº 3937 Barra - Ref.: ao lado do Hospital Espanhol).

O formulário de pré-inscrição pode ser acessado em www.spm.salvador.ba.gov.br.

Para acessar a programação completa do projeto clique aqui!

Mais informações
(71) 2108-7315
www.spm.salvador.ba.gov.br

nov 23

samba

Nesta quarta-feira, 25 de novembro, haverá apresentações de Samba de Roda com grupos de cidades no interior baiano e também em Salvador. O evento acontece em comemoração ao reconhecimento do samba como Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade, título concedido pelo IPHAN em 25 de novembro de 2005.

O Dia do Samba de Roda do Recôncavo é organizado pela Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Estado da Bahia (ASSEBA), que tem sede no município de Santo Amaro, região do Recôncavo baiano.

Para conferir os grupos que se apresentarão, os locais e as cidades das apresentações acesse www.asseba.com.br.

Mais informações
www.asseba.com.br
asseba@gmail.com
(75) 9134-9127/ 9147-8507

nov 20

ci_violenciamulher11-11-200919-45

De 20 de novembro a 12 de dezembro acontece a décima nona edição da Campanha 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, que acontece simultaneamente em 159 países.O foco da campanha em 2009 é a violência doméstica e familiar.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) 01 em cada 04 mulheres é vítima de abusos sexuais por seu parceiro, e quase metade das mulheres que morre por homicídio é assassinada por seus parceiros atuais ou anteriores. Mas a violência contra a mulher assume diversas formas: agressão física, sexual, assédio psicológico, coerção, entre outras. Assim, é preciso estar atent@, e é preciso também que a sociedade esteja mobilizada para lutar contra esse tipo de prática.

Durante os 16 dias de Campanha a UNEB desenvolverá atividades como debates sobre lesbofobia e racismo; a mulher na literatura; e a participação da mulher na gestão de espaços públicos.Além disso, até o dia 10 de dezembro estão abertas as inscrições para um concurso de poesia e contos, a partir do qual será criada uma coletânea dos gêneros sobre a temática feminina, que será publicada pela Editora UNEB (Eduneb), em parceria com o Sistema de Bibliotecas e o Nugsex Diadorim. @s interessad@s em participar do concurso devem encaminhar os textos e a ficha de inscrição  (disponível em http://www.uneb.br/exibe_noticia.jsp?pubid=4351)para campanha16dias@uneb.br, lembrando que os textos devem contemplar temas como sexualidade, equidade de gênero, trabalho, cidadania, violência, raça e etnia.Outra atividade da campanha será o mapeamento de escritoras da UNEB, a fim de publicizar as suas produções.

Para entender melhor o tema e sua relevância fica a indicação de acesso ao site http://www.violenciamulher.org.br/. E para mais informações sobre a Campanha 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres na UNEB é só ligar para (71) 3117-2497.

nov 20

ed-89

Dica da Semana

Como parte das comemorações pelo Dia da Consciência Negra acontece de 19 a 22 de novembro a Semana de Cultura do Benin na Bahia. Por que o Benin? Bom, o Benin fica na costa da África Ocidental, e é um referencial para entendermos a nossa africanidade. Então, nada mais justo que aproximar as duas culturas e buscar formas para entendermos ainda mais nossas raízes e identidade.

Durante a Semana, que é uma iniciativa da Fundação Cultural Palmares/MinC, serão desenvolvidas diversas atividades como palestras, shows, oficinas e mostras, de quinta a domingo, no Pelourinho e áreas próximas.

Entre as atividades destaca-se a exposição Benin está vivo ainda lá - ancestralidade e contemporaneidade, que acontecerá no Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira (que só será oficialmente aberto em 2010), na Rua do Tesouro, a partir das 19h para convidados.

A Semana do Benin conta ainda com o seminário Identificando o Benin na Bahia, que começa às 9h no Centro de Estudos Afro-Orientais da Ufba, no Largo Dois de Julho, e reúne estudiosos sobre o país africano. Na sexta, acontece uma missa especial, às 11h, na Igreja do Bonfim, com participação do Coro do TCA, além de oficinas de culinária (Casa do Benin) e dança das Guèlèdès (Espaço Cultural da Barroquinha). À noite, o destaque é o Circuito Benin na Bahia, no Largo do Pelourinho, a partir das 18h, com apresentações do Balé Nacional do Benin, dos grupos Gêge Nagô e Afrobatá, do cantor Jau e da cantora Margareth Menezes.

No sábado, o Balé Nacional do Benin ministra workshop apenas para companhias de dança, no Teatro Miguel Santana. Na segunda noite do Circuito Benin na Bahia, no mesmo local e horário, temos Bourian (Benin), Barlavento e Juliana Ribeiro; além de Rave Benin - Eletrocooperativa, no Teatro Miguel Santana. No domingo, fechando a programação, haverá uma conferência para iniciados no Terreiro no Bogum e uma visita ao Ilê Axé Ôpô Afonjá. Na parte festiva, tem o show Olodum recebe o Benin no pôr-do-sol, congraçamento entre todos os artistas baianos e o Balé do Benin no palco.

Para se inscrever nas oficinas os interessados devem acessar o site da fundação Palmares www.palmares.gov.br

Por Janine Falcão, Relações Públicas da Ascom/UNEB.

Para ler a TR na íntegra, clique aqui!

nov 17

b1024

Chegamos ao final do Concurso para criação do Mascote do Sistema de Bibliotecas – SISB. Foram cerca de 02 meses de trabalho entre divulgação de edital, homologação de inscrições, avaliação e votação pública. Entre 25 propostas, ideais criativas e mais de 2000 votos a ganhadora do concurso é a borboletinha Asas Livros, criação do estudante Cícero Villas-Bôas, 8° semestre, do Curso Desenho Industrial, Campus I.

A idéia foi eleita com mais de 1.000 votos e muita torcida de estudantes que mandaram comentários parabenizando a iniciativa e a proposta.

Então, só nos resta dizer PARABÉNS e sucesso sempre Cícero!!!!

Aproveitamos ainda para agradecer a participação de tod@s @s estudantes que se inscreveram, mandaram suas ideais e esbanjaram criatividade participando do concurso e demonstrando interesse em atuar ativamente da construção da universidade.

Mais uma vez, parabéns ao Cícero, a todos que participaram do concurso, aos que votaram e parabéns também para o SISB, que agora conta com sua mascote!

nov 17

São 23h59 min. A partir de agora está encerrada a votação para escolha do Mascote do SISB.

nov 12

cartaz-c-alteracao

Olá, Galera!!!

Chegamos à segunda etapa do concurso que vai escolher o mascote para o Sistema de Bibliotecas (Sisb) da UNEB. Vinte e cinco alunos da universidade submeteram suas propostas a cinco avaliadores Os três trabalhos mais pontuados foram selecionados para participar de uma votação pública que decidirá o Mascote.

Conheça um pouco dos finalistas:

01- “A borboleta (…) representa, através de suas asas, a incrível capacidade do novo sistema interligar em questão de décimos de segundos todas as redes espalhadas no estado da Bahia, fazendo uma rápida e eficiente varredura, que se assemelha ao vôo de uma borboleta: rápido e panorâmico, capaz de observar a totalidade de um espaço sob uma visão privilegiada. (…) Para completar, o instrumento capaz de possibilitar esse vôo são as asas, em formato de livros, representando o conhecimento, a cultura, a sabedoria; ela sim é a maior responsável pelo progresso. (…) As cores usadas são as mesmas presentes no brasão da instituição.”.

02- “O conceito do mascote tem, como ponto de partida, a função da biblioteca na vida acadêmica. Ela não é só responsável por fornecer conhecimento materializado na forma de livros, mas também por permitir que os alunos desenvolvam e amadureçam suas idéias. Pensando na palavra idéia e no símbolo que a representa, uma lâmpada acesa, rapidamente somos remetidos a imagem de um vaga-lume”. Na elaboração do desenho optou-se “por linhas mais curvas, assim como as do logotipo do SISB” e foram acrescentados “alguns elementos como: o capelo, para frisar o ambiente acadêmico, um livro com o logotipo do projeto, para remeter a biblioteca, e uma lâmpada no lugar do abdômen, para ratificar o conceito do mascote.”

03- “A idéia de um livro como Mascote para a Biblioteca, apesar de simples, é capaz de atender diretamente ao principal requisito: o de comunicação, pois a primeira coisa que (…) vem à mente ao falar do tema é a sua identificação com os livros.” Sobre a imagem foram pontuados: “1) Sua expressão e caráter jovem atende ao público-alvo, para o qual é necessário o incentivo visual e a criação de uma identidade do Mascote com o mesmo, em sua grande maioria universitários recém-ingressos. 2) A postura do Mascote, mesmo que isolado, ou seja, retirado do seu cenário, é capaz de assimilar de modo descontraído e sutil o objetivo de proximidade e convite ao uso da Biblioteca. 3) A mochila aberta com livros à mostra, atende a questão de se locar livros para pesquisa. 4) O Mascote que convida a ler e pesquisar, mesmo sendo “livro”, que é signo de cultura, tem a mesma atitude, ao portar uma mochila cheia de seus companheiros de estante, em um gesto metonímico e exemplar incentiva aos alunos frequentar a Biblioteca, o que passa confiança e a sensação de reafirmação da ideia. 5) O posicionamento do seu corpo parece pender, em movimento, como em um passo de dança, apresentando de forma elegante a Biblioteca. O chapéu funciona como um recurso de identificação e proximidade com os jovens, que passa descontração e aconchego no local. 6) Nas cores, foram usadas azul e vermelha, que visam a proximidade com o brasão e a logomarca da UNEB, assim como o amarelo e o branco escolhidos também com esse fim.

Agora que vocês conhecem um pouco da idéia de seus criadores para a confecção de cada proposta, votem!!! Escolham o melhor mascote que representará as Bibliotecas de nossa universidade. É só clicar!

nov 12

ed-881

Dica da Semana

A dica desta semana é participar. Isso mesmo, participar! É que de hoje, dia 12, até a próxima terça-feira, dia 17 de novembro, está aberta a votação para escolha da Mascote do Sistema de Bibliotecas – SISB/ UNEB.

O concurso para escolha da mascote contou com a participação de estudantes de toda a UNEB. Após a primeira etapa de seleção, realizada por júri técnico, tem início hoje a etapa final da votação, que é aberta a toda a comunidade UNEB.

Para participar basta acessar o Blog UNEB (www.blog.uneb.br) e escolher uma entre as três mascotes que obtiveram maior pontuação de acordo com o júri especializado.

Lembrando: você tem até o dia 17 para dar a sua opinião. Então, passa lá e deixa seu voto!

Por Gilson Dultra, Relações Públicas da Ascom/UNEB.

Para ler a TR na íntegra, clique aqui!