relevant to orgasm, absence of African mango diet pills african mango
fev 28

 

ed-154

Dica da semana

É carnaval em Salvador! E esse ano a festa já começa fervendo. Quinta-feira, dia 3 de Março às 20h30, no carnaval do Pelô, 78 percussionistas tocarão ao mesmo tempo reunindo diversas referências musicais. O show é gratuito e tem tudo a ver com o tema do carnaval deste ano, a percussão. Simultaneamente, se apresentarão no Largo do Pelourinho o cantor Gerônimo e integrantes da Didá, do Filhos de Gandhy, dos Meninos do Pelô.

Por Verona Calazans, Relações Públicas da ASCOM/UNEB.
 
Para ler a TR na íntegra clique aqui!

 

fev 23

Mais um dica para vocês:

Os artistas Audrey Consiglio e Inácio Azpeitia estão em cartaz por uma temporada de dois meses, com o espetáculo O poeta no circo – A paixão de uma trapezista por Vinicius de Moraes, em apresentações às sextas-feiras, 20 horas no Circo Picolino, que fica armado em Piatã.

O espetáculo, contemplado com o prêmio do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura da Bahia, é uma mistura de performances circenses com música e teatro tendo como pano de fundo a vida e obra do poeta Vinícius de Moraes, suas mulheres e seus amores. “O Vinícius se casou oito vezes e este espetáculo faz alegoria a cada uma de suas mulheres”, explicou Ignácio Azpeitia, músico argentino radicado há dez anos na Bahia e estudante do curso de Letras da UNEB. Companheira de Ignácio no picadeiro, a artista Audrey Consiglio é trapezista e desenvolve movimentos que vão embalando declamações e músicas que mostram a trajetória de vida do poetinha. “É uma relação imaginária entre a trapezista e o poeta”, disse o músico.

Clique aqui para ver o cartaz do espetáculo.

fev 22

ed-153

Dica da Semana

Hora de apreciar um antigo espaço de Salvador com um novo espetáculo cultural, que tal? Uma nova peça teatral está em cartaz no Museu do Forte São Marcelo até o dia 25 de Fevereiro, Novas Diretrizes para Tempos de Paz. Com duração de 50 min. a peça se passa durante a Era Vargas, no final da Segunda Guerra Mundial, narrando a história de um polonês que tenta entrar no Brasil e acaba interrogado por um agente alfandegário e ex-torturador da polícia política, gerando um grande embate ideológico que discute a condição humana, a arte, os horrores da guerra, a tortura e o preconceito. A encenação acontece em espaço aberto, na parte de cima do forte, ao por-do-sol. Os ingressos custam 40 e 20 reais e travessia de escuna inclusa, com saída do Terminal Náutico da Bahia (Comércio, perto do Mercado Modelo) às 17h.

Por Verona Calazans, Relações Públicas da ASCOM/UNEB.

Para ler a TR na íntegra, clique aqui!

Tags: , ,

fev 21

O curso Mãos que Falam será ministrado por Juliana Deiro, graduanda em letras com libras pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Os interessados devem se inscrever até o dia 26/02 preenchendo a ficha de inscrição e apresentá-la na sala de recursos multifuncionais da Escola Estadual Visconde de Itaparica, no bairro do Cabula, em Salvador. O curso garante certificado e apostilas.

Horário: Segunda à quinta de 19hs às 21hs.
Início das aulas: 14/03
Local: Escola Estadual Visconde de Itaparica

Mais informações: juliana_deiro@yahoo.com.br

fev 16

ed-152-copy

 Dica da Semana

O carnaval está chegando e por isso a Confraria du Balanço (carnaval) está com uma edição especial. O evento acontece dia 18 de fevereiro às 23h, no Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha (Praça Castro Alves) e a entrada custa 15 reais. Para você que gosta de boa música, gente bonita e descolada é a melhor oportunidade para curtir os embalos pré-carnavalescos ao som da blackmusic-soul, funk, beat, dub e muita música brasileira dançante de todos os tempos. A Confraria du Balanço é um coletivo de Dj’s (DJ Netuno, Som do Roque e DJ Suzi 4 Tons) e VJ (Drica Rocha) que utiliza linguagens artísticas em seus encontros. Na sua 9ª edição, o evento traz convidados de peso, o DJ Dolores e o DJ RKK (Rémy Kolpa Kopoul) - EleKtropiK mix - (France). Bom som para você, divirta-se!

Por Verona Calazans, Relações Públicas da ASCOM/UNEB.

Clique aqui para ver a TR na íntegra!

fev 16

Empresa de Consultoria em Engenharia Industrial com atuação no mercado nacional seleciona estagiária dos cursos de Administração, Contábeis, Economia ou Secretariado. A estudante pode estar cursando qualquer semestre, excluindo os dois últimos, no horário noturno.

A estudante deve  possuir bom conhecimento do MS Office (Word, Excel e PowerPoint) e acesso à Internet.

Regime do estágio: segunda a sexta-feira no horário administrativo e  bolsa Compatível com a qualificação da candidata.

As candidatas interessadas devem enviar currículo para: brasman@brasman.srv.br.

Boa sorte!

fev 14

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a UNEB organizará a exposição Mulheres da UNEB.

cartaz-copia3

Mande uma foto, tamanho 10cm x 15cm ou 13cm x 18cm,  resolução mínima de 4mp, para josoliveira@uneb.br e jfalcao@uneb,br. Conte em até 10 linhas um pouco sobre você e sua relação com a UNEB. Não esqueça de incluir dados como nome, cargo/função, setor, departamento ou curso ao qual está ligada.

Mas corra, temos até o dia 22/02 para definir as participantes!!!

Informações: 3117-2400/2449

fev 10

O Serviço Social do Comércio (Sesc) da Bahia está realizando processo seletivo para contratação de estagiário em diversas áreas. Dentre os cursos de nível superior estão Ciências Contábeis, Desenho, Industrial, Educação Física, Nutrição, Sistemas de Informação e Turismo.

O candidato deve estar cursando a partir do 5º semestre e ter disponibilidade de 20h semanais, e terá como benefícios uma bolsa-auxílio e auxílio transporte.

Os estudantes interessados devem enviar currículos para o email curriculo@sesc-ba.com.br, indicando o seu curso no campo “Assunto”.

Boa sorte!!

fev 09

ed-151-copy1

Dica da semana

Quem nunca se encantou com a fantasia a qual nos remete o mundo da dança!? Acaba de entrar em cartaz nos cinemas o filme Cisne Negro, dirigido pelo cineasta americano Darren Aronofsky, a obra é um thriller psicológico ambientado no mundo do balé da Cidade de Nova York. Cisne Negro faz uma viagem emocionante e às vezes aterrorizante à psique de uma jovem bailarina, cujo papel principal como a Rainha dos Cisnes acaba sendo uma peça fundamental para que ela se torne uma dançarina assustadoramente perfeita. O filme promete emocionar muita gente e é uma boa opção para curtir uma tarde com os amigos. Para os interessados o ‘longa’ está em cartaz em todos os cinemas dos shoppings de Salvador, os horários são diversos e os valores também. Bom filme!

Por Graziele Mercês, Relações Públicas da Ascom/UNEB

Para ler a TR na íntegra, clique aqui!

Tags: ,

fev 08

Nome Completo: Leonardo Santa Inês Cunha
Idade: 27
Formação: Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela UNEB; Pós-Graduação em Gestão Estratégica de pessoas (UNEB) e Mestrado em Educação e contemporaneidade (UNEB)
Atuação: Presidente da Associação dos Ex-Alunos da UNEB (Unex) e Professor auxiliar (Campus III)
Disciplinas que leciona: Sociologia da Comunicação; Comunicação e Filosofia e Planejamento da Comunicação.

1.Por que optou pela vida acadêmica?
Bem, primeiro por um histórico familiar: na minha família tenho pessoas que fizeram parte de fundação de cursos da UFBA, tem toda uma vocação envolvida de vivência com a vida acadêmica que eu presenciei desde os meus momentos em família. No meu momento como estudante de graduação da UNEB, eu achava interessante o contato que eu tinha com pesquisa, ainda que eu não tenha feito iniciação científica, mas em eventos científicos, eventos acadêmicos. Então desde a segunda metade do curso eu já tinha claro o interesse em fazer um mestrado e ingressar na vida acadêmica, e eu já atuava como professor,comecei atuando em alguns projetos dentro da universidade, cursos pré-vestibulares como o próprio da UNEX. Eu tinha gosto pela docência, acho que foi por conta dessas três coisas, trajetória familiar, a vivência dentro da academia, o gosto pela docência, por dar aula e essa troca com os estudantes e a curiosidade pela pesquisa científica.

2.Comente sobre sua vida acadêmica
Após eu ter concluído meu curso de graduação, eu já tinha pesquisado, pensado no tema que eu optei no mestrado: programa de responsabilidade social, tanto do ponto de vista da comunicação das empresas, para legitimar sua imagem, como no impacto que tem para os projetos educacionais. Desde a graduação, tenho curiosidade por este objeto, então, pouco depois de ter concluído, eu ingressei na pós-graduação em Gestão de Pessoas que contribuiu mais para minha formação profissional do que propriamente acadêmica, até pela minha experiência na UNEX. Mas foi no mestrado que eu passei a ter uma vida acadêmica mais fértil, com participação em eventos, publicações científicas. Recentemente, ingressei na universidade no curso de Comunicação como professor, que era um desejo antigo, já estou construindo um projeto de extensão em parceria com os alunos sobre planejamento de comunicação para movimentos sociais, que é meu tema de estudo hoje.

3.Qual o motivo de ter escolhido essas áreas para pós-graduação?
Sobre a pós em Gestão Estratégica de Pessoas, eu pensei em fazer porque eu já atuava como coordenador na UNEX, já fazia parte da diretoria e aqui a gente lida hoje com 55 profissionais vinculados - colaboradores, funcionários, professores-, então a gente tem uma gama muito diversificada de públicos e na gestão da entidade eu sentia necessidade de uma formação técnica para gerir esses relacionamentos. Minha procura na pós foi nesse sentido. O mestrado foi para dar seguimento à minha vida acadêmica, para continuar a pesquisa que eu já tinha começado no trabalho de conclusão de curso e porque eu sempre tive esse desejo de retornar como professor da universidade, desenvolver pesquisa e encontrei aqui dentro esta possibilidade.

4.Como você se tornou presidente da Associação dos Ex-Alunos (Unex) da UNEB?
Mesmo antes de concluir a graduação eu já tinha uma relação com a UNEX. Eu comecei trabalhando na associação como professor de Redação no curso pré-vestibular, depois me tornei coordenador desse pré-vestibular, até ser convidado para fazer parte da diretoria e convidei outras pessoas que são próximas a mim e nós montamos a equipe que está hoje à frente da UNEX.

5.Quais são as atividades oferecidas pela UNEX?
A UNEX tem dois eixos de trabalho: a principal é possibilitar o egresso dos cursos de graduação e pós-graduação da universidade uma ponte de contato, de vínculo com a universidade, que em geral acontece através de projetos que financiamos, apoiamos, desde projetos de extensão de ex-alunos a eventos acadêmicos. Então, nós criamos espaço dentro da universidade para que esse ex-aluno possa atuar. O principal é o pré-vestibular que tem como professores alguns ex-alunos e onde toda a coordenação é composta por ex-alunos; e o curso de idiomas que é o nosso segundo eixo, e que da mesma forma desenvolve projetos de extensão em parceria com a UNEB, para atender a comunidade e fazer a UNEB cumprir os compromissos institucionais que ela tem: democratizar o ensino superior, tornando a universidade mais acessível. Tudo isso em parceria com ex-alunos.

6.Como ex-aluno e funcionário da universidade, o que a UNEB tem de bom e o que precisa melhorar?
A UNEB é um espaço muito acolhedor se a gente comparar com outras universidades que tem uma trajetória acadêmica mais antiga. O estudante que ingressa na UNEB tem muitas possibilidades de atuação e, se ele deseja essas possibilidades, ele tem o suporte da universidade, isso eu vivenciei como aluno e como ex-aluno eu vivencio. Acho que a UNEB é um pouco mais aberta, generosa com as pessoas que querem construir coisas em parceria com a universidade. Uma coisa que eu admiro muito na UNEB também é essa aproximação que ela tem com pautas populares. Acho que a universidade pode ainda consolidar toda a produção que os professores já têm com mais programas de pós-graduação. Nesse ponto talvez ela precise amadurecer mais em relação à UFBA e a outras instituições estaduais.