relevant to orgasm, absence of African mango diet pills african mango
ago 01

untitled

 

“Criança, escola e candomblé: uma relação delicada”, esta é a abordagem feita pela autora em seu livro EDUCAÇÃO NOS TERREIROS.

 

Durante duas décadas, a jornalista e professora carioca Stela Guedes Caputo acompanhou um grupo de crianças iniciadas nos candomblés da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. E investigou como elas se relacionavam com questões como fé, tradição, preconceito e educação. O resultado deste longo e interessante trabalho culminou numa tese de doutorado na UFRJ e no livro Educação nos Terreiros: e Como a Escola se Relaciona com as Crianças de Candomblé (FAPERJ-Pallas), que a autora lança dia 2 de agosto no CEPAIA.

 

Além do lançamento, o objetivo geral do evento é debater a questão da intolerância religiosa nos meios educacionais oficias e os paradigmas que orientam a educação nas comunidades religiosas de origem africana. O primeiro contato direto de Stela com o tema começou no ano de 1992, quando ela escreveu a reportagem Os Netos de Santo para o jornal O Dia. A partir de então, afirma, duas questões básicas passaram a acompanhá-la: a diversidade na escola e a importância de outros espaços de educação fora da escola formal. Não fique de fora. Participe!

 

Serviço:

 

Local: Centro de Estudo dos Povos Afro-Índio-Americanos (CEPAIA-UNEB) 

Quando: Quinta-feira 02/08 (15h)

Coordenação: Claudia Rocha (32410811 / 32410840  32410787)

Mesa: Stela Guedes, Ailton Ferreira (SEMUR), Claudia Rocha (UNEB), Valdélio Santos Silva (UNEB)