relevant to orgasm, absence of African mango diet pills african mango
set 18

xicara-de-cafe

Com o objetivo de fomentar leituras e debates plurais e democráticos dentro, e principalmente fora, das salas de aulas, o Campus XV da UNEB, em Valença, promove o I Café Acadêmico, sob coordenação dos professores Pedro Sabino (Diretor), Andréa Lago (Pedagogia),  Rosiane Costa (Pedagogia), Matheus Bezerra (Diretor).

 

O evento, que também visa aproximar as comunidades da região do ambiente acadêmico, é aberto ao público em geral e acontece no próximo dia 21 às 17h30 tendo como tema: “Mídia e a formação da Infância na atualidade: enfoque pedagógico e jurídico”.

 

Não fique de fora! Este é um momento de discutir questões atuais e fundamentais na construção da nossa sociedade.

set 14

Trilhar a carreira com coerência e planejamento é o desejo de todo profissional. Ser bem sucedido deve passar pelos valores de cada indivíduo e desconfiar de alguns padrões e discursos prontos do mercado de trabalho e daquilo que aparentemente é algo bom para a vida, torna-se essencial para buscar sucesso e felicidade.

 

plano1

 

Quando falamos do início de carreira é importante que o profissional busque se focar em atividades compatíveis as que tem prazer em fazer e que as vê fazendo durante muito tempo. O apoio familiar neste momento precisa existir, mas não deve ser fundamental. “Vemos que existe uma grande influência dos pais na tomada de decisão da carreira dos jovens, mas isso que não é o que se sustenta, muitas vezes, ao longo do tempo. É importante que este iniciante faça testes vocacionais e fale com profissionais das áreas em que pretende atuar a fim de confirmar se o que ele imagina é o que de fato acontece no mercado de trabalho”, explica Elisabete Oliveira, consultora da M&S, consultoria especializada em desenvolvimento humano. Ela indica ainda que o jovem faça estágios, realize trabalhe voluntários e pesquise a fundo sobre o segmento em que pretende atuar.

Praticamente todo profissional tem um momento em sua carreira que passa a se questionar se realmente faz o que gosta ou se seria mais feliz em outra empreitada. É comum passar por estas situações e a maior influência passa pelos valores do indivíduo. O autoconhecimento e a maturidade são fundamentais para encarar uma transição de sucesso e existem processos de coaching e uso de ferramentas que podem identificar características, potencias e competências para iniciar um novo planejamento eficiente. Segundo Alexandre Campos, executivo de RH e coach em carreiras, montar uma rede de trabalho, o chamado networking, é um ponto importante. “Tentar entender como o mercado está funcionando em determinado momento também é uma dica, pois a pessoa pode dar um passo mais assertivo em relação a um novo emprego ou oportunidade”, conta.

Um planejamento sólido é consequência do profissional ter as rédeas da carreira nas mãos. Quando analisamos uma trajetória profissional, temos que estar atentos a diversos pontos e aos diferentes papeis que vivemos – profissional, familiar, pessoal e emocional. Se almejamos um progresso na empresa em que atuamos, apenas contextualizando o lado da profissão, tudo se limita. “Cito como exemplo o período sabático, algo que não era bem visto até pouco tempo. Para tomar essa decisão de suspender a carreira por um tempo para ir atrás de um novo objetivo, estamos falando de alguém que possui maturidade profissional e sabe o que quer. As empresas deveriam valorizar mais as pessoas com esta atitude”, opina Elisabete.

Influência das organizações

As empresas têm um peso muito grande no norte da carreira de seus contratados. Uma organização que promove troca de aprendizado, liderança, e oferece um ambiente de trabalho saudável, passa valores positivos a seus funcionários. No caso oposto, uma organização que não valoriza o capital humano e não foca no desenvolvimento de seus colaboradores, serve como má referência e vai na contramão de pessoas que querem progredir. “As instituições têm diferentes formas de entender e organizar a carreira dos funcionários. No mercado há muitas variações, como planos de aceleração e a chamada ‘escadinha’, que segue determinado progresso regular dentro de algumas áreas”, relata Campos.

A falta de mão de obra qualificada faz com que as corporações acelerem o processo evolutivo do profissional de maneira precoce. Muitas vezes, o próprio funcionário ainda não se vê preparado para assumir determinado cargo, mas por uma questão de necessidade e oportunidade, aceita a proposta. “Nestes casos, a frustração de não atingir as expectativas e objetivos pode fazer com que haja um bloqueio por parte do profissional, deixando-o inseguro para novas empreitadas”, diz a consultora da M&S.

(Texto: Caio Lauer - Catho)

set 13

ed-231

O espetáculo solo, Sertão – Volta Seca - O Sentinela do Cangaço, escrito e interpretado por Edmar Dias e dirigido por Fábio Nieto Lopez, é baseado na vida de Volta Seca, que foi recrutado ainda criança para integrar o bando de Lampião. Com poesia, sonoridade e plasticidade, a montagem traz a história do rapaz que foi testemunha do primeiro encontro de Virgulino Ferreira e Maria Bonita e de batalhas históricas no sertão baiano, ricamente descrito no enredo. Preso aos 14 anos, Volta Seca conheceu Irmã Dulce na cadeia e ainda virou personagem de Jorge Amado no romance Capitães da Areia. Centro Cultural Ceciliano de Carvalho – Senhor do Bonfim, 15 e 16/9, 20h. Ingressos a 10 e 5 reais. Maiores Informações: (75) 3544-2150.

 

Por Fernando Novaes, Relações Públicas da Ascom/UNEB.

 

Para ler a TR na íntegra, clique aqui!

set 13

A Uneb, através do projeto de Extensão Acolhendo a Gestação convida a todos interessados pelo tema, a participarem da Roda de Diálogos Paternidade: experiências e questões. A proposta visa fomentar diálogos e questões sobre a paternidade, os dilemas decorrentes das relações estabelecidas por esta condição. Não há uma intenção prévia de apontar diretrizes ou mesmo programas de discussões e ações. Estamos diante de um terreno ainda silencioso, obscuro e, por vezes, movediço, pois refém da força da tradição do comportamento masculino.

Preferimos iniciar ouvindo o relato das experiências daquele que viveu, vive e viverá o desafio de ser pai a partir do conhecimento da gestação do(s) seu(s) filho(s). A partir desta roda de diálogos surgirão questões agregadas que podem ser pontuadas através de algumas abordagens.

Nessa perspectiva a UNEB através do Projeto Acolhendo a Gestação, convida a todos os interessados pelo tema a participarem do evento Paternidade: experiências e questões.

 

Auditório do Departamento de Ciências da Vida I – UNEB Cabula.

28 de Setembro de 2012

Programação:

08:00 às 08:30 h - Recepção dos participantes.

08:30 às 08:50 h – Vídeo da campanha pela licença paternidade.

08:50 às 09:20 h - Dinâmica de Grupo

09:20 às 09:50 Abertura da Roda: Paternidade: experiências e questões

 

Moderadores:

Onildo Reis—Historiador e pai de Zaya 3 anos

Alexandre Coimbra—Psicólogo e pai de Luã 5 anos e Ravi 3 anos

Marcelino Sampaio—Enfermeiro e pai de Melissa de 2 anos.

 

09:50 às 10:20 h – Lanche

10:20 às 11:30 h –  Continuação da Roda

11:30 às 12:00 h  -  Encerramento e avaliação dos trabalhos.

set 12

(Fonte: Organização do projeto)

O projeto Eu Leio. Tu Lê. Ele Lê? da Universidade do Estado da Bahia-UNEB Campus XV, em Valença, coordenado pelo profº Ruy de Oliveira Lima, completou seu primeiro ciclo com o livro “Caim” de José Saramago. E no dia 09 de Agosto iniciou seu segundo ciclo, com o livro “Mar Morto” de Jorge Amado. O livro Mar morto foi traduzido em treze línguas, além de ser adaptado para o rádio, teatro, histórias em quadrinhos. Foi adaptado por Aguinaldo Silva, na novela Porto dos Milagres, produzida e exibida em 2001, pela Rede Globo.

A obra foi escolhida em homenagem ao centenário de Jorge Amado. O mesmo nasceu dia 10 de agosto de 1912, na fazenda Auricídia, em Ferradas, distrito de Itabuna – Bahia e faleceu no dia
06/08/2000.
Sendo que o Amado Jorge é um dos escritores mais populares do Brasil. Dono de uma obra extensa - 23 romances, além de memórias, contos, biografias e obras infantis. O baiano é o segundo escritor brasileiro mais vendido de todos os tempos (com estimados 50 milhões de livros). A partir da década de 1950, seus livros passaram a enfocar também o misticismo da Bahia e a sexualidade. São dessa época obras como “Gabriela”.

Em seu livro Mar Morto, Jorge Amado narra histórias da beira do cais da Bahia, historias da vida e do amor no mar. Se você quer saber mais sobre este belo romance, venha ler conosco, lembre-se que: “Quem não lê, mal ouve, mal fala e mal vê”. Participe desta leitura coletiva e interativa, no dia 14 de Setembro às 17h00minh na UNEB Campus XV.

 

set 11

Não deixe de se cadastrar no CIEE (www.ciee.org.br)! Lá você pode encontrar vagas em todo o país. Não perca tempo!

parceria-ciee

set 08

 sem-titulo

 

Lançamento Coletivo EDUFBA apresenta o livro Alforrias em Rio de Contas – Bahia (século XIX), de Kátia Lorena Novais Almeida

Obra que aborda a libertação dos escravos no sertão baiano tem lançamento marcado para o dia 13 de setembro, em Salvador

 

Fruto da pesquisa de mestrado de Kátia Lorena Novais Almeida, o livro Alforrias em Rio de Contas – Bahia (século XIX) integra a programação do Lançamento Coletivo EDUFBA – Setembro de 2012, que acontece no dia 13 de setembro, quinta-feira, a partir das 17h30, na Biblioteca Universitária de Saúde Professor Álvaro Rubim de Pinho,

Dividida em quatro capítulos, esta publicação apresenta um estudo das experiências dos escravos na conquista da liberdade no sertão baiano, mais especificamente na região de Rio de Contas, configurando-se como um rico material para a historiografia brasileira.

Durante o processo de pesquisa que deu origem a este livro, foi realizado um levantamento prévio de diversos documentos da época, incluindo as cartas de alforria no Arquivo Municipal de Rio de Contas, tornando possível ao leitor conhecer as características dos escravos e as circunstâncias em que eles conquistaram a liberdade.

 

Serviço

O quê: Lançamento Coletivo EDUFBA – Setembro de 2012

Quando: 13 de setembro, quinta-feira, das 17h30 às 20h30

Onde: Biblioteca Universitária de Saúde Professor Álvaro Rubim de Pinho (Campus Canela, UFBA – Rua Basílio da Gama, s/n, Canela – Salvador, Bahia)

Quanto: entrada gratuita

set 07

Entre os dias 11 e 14 de setembro, o estudantes de graduação, pós-graduação, professores e ex-estudantes do Curso de Licenciatura em Química da UNEB promovem a 11° edição da Semana de química da UNEB. O evento contará com Conferência de abertura, minicursos, palestras de interesse dos alunos e profissionais de diversas áreas do conhecimento, visando uma interação entre estudantes e professores, além de, mais uma vez contemplar a integração do Ensino, Pesquisa e Extensão. Não fique de fora, leia mais em: http://migre.me/aBjop

set 06

ed-2301

Este fim de semana começa mais cedo, e como não poderia deixar de ser, a dica da vez está recheada de atrações. Para começar o feriadão com o pé direito, que tal curtir o dia pelas ruas históricas de Salvador, assistindo ao desfile da independência do Brasil e refletindo acerca do significado do cortejo? No sábado, a dica é pegar uma praia com a família e com os amigos, comer aquela moqueca ou aquele peixinho frito, sem deixar de lado o queijo coalho, claro! Pensa que acabou?! Que nada! Para terminar o dia tem Cidade Negra, Emmerson Nogueira e muitos outros convidados a partir das 17h na terceira edição do Salvador Live Music, na praia de Piatã (ao lado do Bali Beach), e o melhor, o evento custa apenas R$ 20,00 (meia). E ai, que tal? Gostou? Então se prepara que ainda tem um domingo pela frente, e este tem que ser fechado com chave de ouro. Que tal curtir a praia na Ribeira, regada com os deliciosos sabores da sorveteria? Para os que preferirem esticar, ainda tem as pastelarias, barzinhos e pizzarias ‘Ribeirenses’ no fim da tarde, já os que preferirem algo mais tranquilo, um cinema talvez seja uma boa. Bem, fique a vontade para escolher, ou quem sabe, se jogar na pista e curtir à vontade! Excelente feriado!

 Por Graziele Mercês, Relações Públicas da Ascom/UNEB.   

  

Para ler a TR na íntegra, clique aqui

set 06

apresentacao1

 

“Eu sou diversidade!

Todo mundo é igual, todo mundo é diferente, todo mundo é gente!”

 

Você pode ajudar a fazer com que o Estatuto da Diversidade Sexual, que garante direitos igualitários à população LGBT seja apresentado ao Congresso Nacional, como uma proposta de iniciativa popular, a exemplo da Lei da Ficha Limpa.

È a forma de a sociedade reivindicar tratamento igualitário a todos os cidadãos, independente de sua orientação sexual ou identidade de gênero e criminalizar a homofobia!

 

A Comissão Especial e Transitória da Diversidade Sexual e Combate a Homofobia da Ordem dos Advogados da Bahia conta com a sua adesão!

 

Estaremos apresentando o Estatuto e recolhendo as assinaturas no dia 08 e 09 de setembro, durante os festejos da Semana da Diversidade Sexual. Pedimos que levem o número do seu título de eleitor, pois este é um documento imprescindível para legitimar a sua adesão!

 

Para assinar a petição eletrônica pela apresentação do Projeto do Estatuto da Diversidade Sexual acesse http://bit.ly/lYDpuG. Mais informações também no Facebook: www.facebook.com/estatutodadiversidade. A íntegra do texto pode ser conferida no site www.direitohomoafetivo.com.br.

 

Texto: Comissão de Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB/Ba