relevant to orgasm, absence of African mango diet pills african mango
mai 15

di_angola

O reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho, e a vice-reitora, professora Carla Liane, se reuniram na última terça-feira (13) com representantes do Governo de Angola para discutir a elaboração de um convênio de cooperação técnico-científica entre a Instituição e o país africano.

Durante a reunião, os gestores discutiram a possibilidade de promover o intercâmbio de pesquisadores entre os dois países e a criação de grupos de pesquisa na Universidade voltados para o estudo da cultura angolana.

“É importante estreitar as relações com os nossos co-irmãos e um convênio pode possibilitar uma troca efetiva de experiências e conhecimentos entre Brasil e Angola”, destacou o Reitor José Bites.

Participaram do encontro os secretários para Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa do Presidente da República de Angola, senhor José Mena Abrantes, para Assuntos Sociais do Secretário de Estado, senhor Francisco Simão Helena, o adido consular senhor Celestino Durão, a coordenadora da Secretaria Especial Para Assuntos Internacionais (Serint) da UNEB, professora Jardelina Bispo, e outros representantes do governo angolano.

mai 14

seai_di2

Construir uma universidade diferente, verdadeiramente democrática, cujo vetor de demandas seja de baixo para cima, trabalhar sem trégua para buscar o entendimento e soluções dos problemas da instituição.  Esses são os maiores objetivos do professor Ricardo Moreno e da equipe por ele comandada na nova Secretaria Especial de Articulação Interinstitucional (SEAI) da UNEB.

“Encarei o convite do reitor para assumir o cargo como um desafio. Afinal, a alegria do guerreiro é a guerra, que considero meu habitat natural”, diz, bem-humorado, lembrando que, inclusive, optou por pedir o afastamento do doutorado em História, que cursa na Universidade Federal Fluminense (UFF), para se dedicar integralmente à SEAI.

Ricardo Moreno sabe que, para edificar esta universidade mais democrática e justa, é preciso começar por “aprender a institucionalizar a instituição”, frase que ele toma emprestado do falecido professor Fellipe Serpa, ex-reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Trocando em miúdos, a expressão de Serpa sugere que se valorize a instituição e os seus procedimentos e normas regimentais, eliminando antigas práticas de favorecimento e privilégios.

O comandante da SEAI também tem plena consciência do abrangente processo que uma mudança como essa requer. “Mudar mentalidades, mudar uma cultura – que está enraizada na administração pública de todo o país – leva bem mais tempo. Trata-se de modificar a relação que as pessoas têm com o poder. E isso não se resolve por decreto”, avalia.

A confiança nestes novos tempos vividos pela UNEB, entretanto, recarrega diariamente o ânimo do professor Ricardo para enfrentar a jornada de trabalho. “A grande maioria da equipe da atual gestão é formada por pessoas novas, uma nova geração que chega, com muita disposição para mudar. E sentimos que contamos, para isso, com o apoio de boa parte da comunidade acadêmica”.

Gestão inova com secretaria

A UNEB talvez seja a primeira universidade do país a contar com um setor, no primeiro escalão da administração, com a abrangência e competências da Secretaria Especial de Articulação Interinstitucional.

As pesquisas e consultas realizadas pelo professor Ricardo Moreno apontam para esse pioneirismo da instituição: “Até o momento, não encontrei em nenhuma universidade brasileira um órgão que trate tanto da articulação externa quanto da interna”.

A principal tarefa da SEAI é promover as relações políticas da UNEB com a sociedade civil organizada – movimentos sociais, entidades de classe, terceiro setor, empresas e poderes públicos –, mas também voltar os olhos para dentro de casa, quer dizer, construir instrumentos de diálogo entre os diversos setores e departamentos com a Equipe Central de Gestão.

Conforme o professor Ricardo Moreno, a Lei estadual 7.176/97 prejudicou muito o diálogo entre os departamentos e a administração central, porque retirou a autonomia administrativa e financeira das unidades. “Nosso trabalho é tentar reconstruir essa ponte”, assinala.

2014 vai ser um ano difícil

moreno-200x300

Ricardo Moreno: equipe está decidida a superar adversidades

Além dos entraves legais de longa data, o primeiro ano da atual gestão universitária está descortinando uma realidade bem desfavorável. “Já identificamos até agora cerca de R$ 14 milhões de DEA (despesas de exercícios anteriores). Em janeiro, pensávamos que essa conta ficaria em R$ 12 milhões, mas a cada dia descobrimos novas despesas deixadas pela gestão passada”, conta o professor Ricardo Moreno.

Outro fator de aperto financeiro para a universidade, destaca o docente, está no contingenciamento de verbas realizado pelo governo estadual. “Não recebemos recursos para novos investimentos, para obras. Isso compromete seriamente o atendimento às demandas dos departamentos e da comunidade acadêmica em geral. Por força dessa conjuntura, prevemos um 2014 muito difícil”.

Segundo o gestor, mesmo com tantas adversidades, a equipe da SEAI, juntamente com os demais setores da Reitoria, está empenhada em responder com celeridade a todos os pedidos que chegam, esclarecendo essa situação.

Vêm aí as conferências inter-regionais

Afora o apoio que a SEAI dá aos setores da administração central e departamentos, viabilizando canais de relacionamento para captar recursos e encontrar soluções de parceria – a exemplo de buscar garantir emendas parlamentares junto à bancada baiana no Congresso Nacional –, a Secretaria Especial tem seus próprios projetos, e que não são nada tímidos.

Para começar, o setor organizou o colóquio Resistência Popular, 50 Anos do Golpe Militar: Ditadura, Lembrar para Jamais Repetir, nos dias 31 de março e 1° de abril passados, em parceria com o Departamento de Educação (DEDC) do Campus I da UNEB. O encontro teve forte repercussão na sociedade e na imprensa, motivando a realização de eventos similares em outros campi da instituição.

Mas, de acordo com o professor Ricardo Moreno, o projeto mais relevante de sua gestão certamente será o das Conferências Inter-Regionais da UNEB. Em fase final de elaboração, a proposta deve ser aprovada nas instâncias competentes nos próximos dois meses.

“Queremos criar, com essas conferências, um canal de escuta da sociedade civil organizada, dos poderes públicos e dos poderes locais junto aos departamentos. Cada encontro regional elaborará um documento final que vai interferir no processo de planejamento e avaliação da universidade, e definir as ações futuras da administração”, adianta.

Ampla participação garante democracia

Com esse processo de ampla participação, a SEAI espera inverter o tradicional vetor de criação de demandas dentro da universidade, que passará a ter origem na sociedade e nos campi em direção à administração central.

A realização das conferências inter-regionais – as quais, a priori, devem seguir os critérios de regionalização das Redes de Gestão Departamental (RGDs) da universidade – está prevista para o início do próximo ano. Durante o segundo semestre de 2014, a Secretaria Especial estará implantando o projeto em cada departamento, compondo as equipes locais e socializando a metodologia do evento.

Como se vê, não faltam trabalho e desafio à enxuta equipe da SEAI. Além do secretário especial e de sua secretária direta, Débora Gomes, a unidade dispõe de uma coordenação geral (vai assumir o posto a professora Luciana Oliveira, do campus de Brumado) e três assessorias: a de relações com os poderes públicos (posto ainda sem indicação), a de relações com empresas privadas (a cargo do discente Marcelo Lemos, ex-coordenador do DCE, o Diretório Central dos Estudantes) e a de relações com a sociedade civil organizada (sob a liderança da técnica administrativa Emiliana Vieira).

O professor Ricardo Moreno é docente de História da África no Campus II, em Alagoinhas, tendo ingressado por concurso na UNEB em 2005. Já atuou na coordenação de programas especiais e como pro-tempore de colegiado de curso. “Essa é minha primeira vez como gestor na universidade. Estou confiante e motivado, quero colaborar com as mudanças que a comunidade almeja”, conclui.

Contato:
Secretaria Especial de Articulação Interinstitucional (SEAI)
Prédio da Reitoria, no Campus I, em Salvador.
Telefone: (71) 3117-2239.
E-mails: jrpinho@uneb.br e degomes@uneb.br.

Leia outra matéria da série UNEB: novas demandas, novos setores:

Com o Censo, SEAVI constata: a UNEB desconhecia a UNEB

Fotos: Juliana Cardoso/Ascom. Arte: Anderson Freire/Ascom

mai 14

O Programa Jovens Talentos da Continental abriu inscrições para vaga de estágio na instituição.

No momento, estão sendo recrutados estagiários das seguintes áreas:

  • Ciências Contábeis;
  • Administração;
  • Engenharia Química ou de Produção.

Os pré requisitos são:

  • Inglês avançado;
  • Disponibilidade para estagiar por pelo menos um ano;
  • Proatividade e comprometimento!

Para se inscrever, é preciso acessa a página vagas.com.br/continental.

continental_jovenstalentos

mai 13

Weslei Gomes
Núcleo de Jornalismo

Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens (PPGEL) da UNEB vai promover bate-papo com o escritor e dramaturgo cearense Ronaldo Correia de Brito no dia 20 de maio, às 14h30, no auditório do Centro de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento Regional (CPEDR), no Campus I da UNEB, em Salvador.

Os interessados devem solicitar inscrição gratuitamente através do e-mailsecretariappgel@yahoo.com.br, até o dia 19 deste mês.

Durante o evento, serão discutidas questões abordadas nas obras do artista, com destaque para as suas duas últimas publicações: o romance Estive lá fora (2012) e livro de contos Retratos Imorais (2010).

A produção artística de Ronaldo Correia de Brito já conquistou premiações nacionais e internacionais, a exemplo do Prêmio Hermilo Borba Filho (1990), do Governo do Estado de Pernambuco, do Prêmio Mercosul de Teatro (1996) e do Prêmio São Paulo de Literatura (2009).

Informações: PPGEL: (71) 3117-2442.

mai 13

Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) lança campanha contra o assédio moral na Instituição.

A iniciativa tem como objetivo apresentar características, consequências e tipos do crime, e orientar as vítimas a como agir em situações em que os abusos são constatados.

Para facilitar o acesso às informações sobre o tema, a Instituição produziu cartazfolder explicativos.

A campanha  é uma iniciativa da UNEB, através da Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PGDP), e conta com apoio da Ouvidoria da Universidade, Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau do Estado da Bahia (Sintest) e da Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb).Para maiores informações ou registro de denúncia:

Ouvidoria: (71) 3117-2261 ou ouvidoria@listas.uneb.br
PGDP: (71) 3371-0107 ou pgdp@listas.uneb.br
Aduneb: (71) 3371-2409 ou aduneb@atarde.com.br
Sintest: (71) 3371-2377 ou sintest@uneb.br.

Clique aqui para ver o cartaz da campanha

Clique aqui para ver o folder da campanha

dh_assedio_moral

mai 12

Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

A UNEB realizará processo eleitoral para escolher os 29 diretores dos departamentos da instituição no próximo dia 21 de maio, das 8h às 21h. Entre os atuais 41 candidatos, oito estão concorrendo à reeleição.

A eleição, que utiliza voto secreto, será realizada nos 29 departamentos da universidade.

Entre os docentes e técnicos administrativos, estão aptos a votar aqueles que integram o quadro permanente e os contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). O voto só não será permitido para os que estarão em licença para interesse particular ou à disposição de outro órgão.

Também poderão votar os estudantes de graduação, pós-graduação e programas especiais regularmente matriculados além dos ocupantes de cargos de provimento temporário que ingressaram na Universidade há mais de quatro anos ininterruptos.

Gestão departamental

No dia da eleição, a mesa receptora vai exigir do eleitor um documento de identificação com foto. Para efetivar o voto, o eleitor deverá depositar a cédula preenchida em uma das três urnas, uma para cada segmento: estudantetécnico administrativoprofessor.

Entre as atribuições de um Diretor estão: planejar, coordenar, executar, controlar e supervisionar as atividades acadêmicas e administrativas do Departamento, além da representação da unidade nos Conselhos Superiores e demais órgãos da universidade.

De acordo com o cronograma do processo eleitoral, o resultado deve ser divulgado no dia 22 de maio.

Após a homologação do processo, os Diretores serão nomeados por ato do Reitor para mandato de dois anos. A posse dos eleitos acontecerá a partir do mês de junho.

dh_eleicao

mai 08

No dia 17 de maio, às 19h30, acontecerá o 25º Festival de Violeiros de Serrinha. As apresentações acontecem de forma gratuita para o povo da região e de outras cidades que excursionam para Serrinha exclusivamente para assistir a disputa dos poetas em desafio, no final de semana do festival.

O objetivo do evento é: resgatar a cultura dos festivais de violeiros (a cantoria de viola), através dos repentistas do nordeste; manter viva esta tradição tão esquecida pelos jovens do mundo moderno de hoje; incentivar a juventude na valorização da cultura popular tradicional; e, a partir daí, garantir o surgimento de novos valores.

Neste encontro participarão oito duplas de experientes cantadores de diversas cidades da Bahia, que em meio a uma platéia de admiradores, improvisarão seus versos baseados nos temas e motes escolhidos através de sorteio no momento da apresentação (o que exige muito conhecimento, vivência e maturidade desses artistas nordestinos - na maioria das vezes, homens da roça).

Será uma oportunidade para revitalizar e manter em atividade os poetas cantadores, que tanto esperam por um momento para apresentar, em público, as técnicas da poesia através da improvisação, no ritmo e ao som da viola.

O Festival de Violeiros de Serrinha foi criado em 1982 pelo Sr. Miguel Firmo de Oliveira (Miguelzinho Violeiro), através da organização não-governamental ASTROVERES (Associação dos Trovadores e Violeiros da Região do Sisal).

cartaz-violeiro-2014-ok

mai 08

403x4031

mai 05

Mariane Correia
Núcleo de Jornalismo

A primeira edição do projeto Cine Saúde será realizada na próxima quinta-feira (8), a partir das 18h, no Auditório Jurandyr de Oliveira, localizado no Departamento de Educação (DEDC) do Campus I, em Salvador.

A atividade, organizada pelo diretório acadêmico (DA) e centro acadêmico (CA) dos cursos de Enfermagem e Psicologia ofertados na unidade, reserva a exibição do filme Bicho de Sete Cabeças, dirigido por Laís Bondanzky.

Os interessados em participar devem se inscrever gratuitamente no dia e local do evento. A iniciativa é aberta ao público externo.

Após a exibição do longa-metragem, a programação prevê ainda apresentações das docentes Liliane Montenegro e Marianna Luiza e debate sobre o tema “A Luta Antimanicomial”.

Os alunos participantes receberão ao final do debate certificado de atividade complementar curricular (ACC).

Informações: d.aenfermagemuneb@gmail.com ou capsiuneb8@gmail.com.