PRÊMIOS DE PUBLICAÇÃO E HUMOR GRÁFICO – FUNDAÇÃO PEDRO CALMON CONCURSO LITERÁRIO TRIBUNA DA BAHIA
set 28

O projeto visa através do uso de um raciocínio clínico específico e seguimento farmacoterapêutico realizado por professoras farmacêuticas no Serviço Médico da UNEB, auxiliar os pacientes portadores de enxaqueca a alcançarem os melhores resultados com o tratamento farmacológico e não farmacológico da enxaqueca.

Os critérios de inclusão no projeto é ter idade superior a 18 anos, possuir diagnóstico médico de enxaqueca, além de estar em vigência de dor ou ter apresentado crise nos ultimos tres meses. Se vocês souberem a quem possa interessar, favor pedir para entrar em contato através do email e telefones que constam no banner, em anexo.

A enxaqueca é uma das cefaleias mais frequentes na prática clínica. Mais de 80% dos pacientes com enxaqueca sofrem algum grau de limitação, o que tem levado a Organização Mundial de Saúde (OMS) a incluí-la entre as doenças mais incapacitantes. Tendo em conta que afeta a população economicamente ativa, muitos pacientes apresentam comprometimento de suas vidas profissionais, devido ao maior número de faltas e menor atividade produtiva secundárias à dor ou aos sintomas associados.

Tal realidade demonstra que estratégias precisam ser postas em prática para promoção do uso racional dos medicamentos em pacientes portadores de enxaqueca a fim de assegurar a conquista dos objetivos terapêuticos de forma eficaz e segura. A prática da Atenção Farmacêutica tem despontado como solução lógica e racional para assegurar o uso correto de medicamentos e minimizar as consequências negativas da farmacoterapia.

Mais informações: (71) 8708-9097/ 9274-8628 ou livredaenxaqueca@yahoo.com.br.

One Response to “PROJETO ENXAQUECA”

  1. Siomara Rodrigues Vieira dos Santos Says:

    Tenho enxaqueca frenquentemente, saiu sempre com uma cartela de dorflex ou dipirona ta virando rotina tomar remedio!

Leave a Reply