Meu estrangeirismo é Engomado SALVADOR: QUE EDUCAÇÃO QUEREMOS PARA NOSSA CIDADE?
jul 08

O essencial é invisível aos olhos? Uma reflexão compartilhada sobre a dança na escola

“Por padecer de um processo de descaracterização enquanto arte, disputando espaço com disciplinas tidas como “mais sérias e importantes” nos currículos e grades escolares, marcada pela ausência de profissionais qualificados em dança, ministradas, muitas vezes, por professores, que, na sua grande maioria, não têm experiência, a dança acaba por protagonizar um tipo de invisibilidade na realidade escolar”. Assim Patrícia Dias inicia a apresentação de seu Trabalho de Conclusão de Curso. Graduada em Pedagogia em 2008 pela UNEB Patrícia Dias discute em sua produção o espaço da arte, especificamente da dança, e do corpo nos processos educativos. Dando visibilidade a uma questão ainda hoje pouco discutida em âmbito acadêmico e, sobretudo, quando discutimos educação, a educadora propõe reflexões sobre a contribuição da dança no ambiente escolar e como se orientam os discursos imagético, textual e oral sobre o assunto. Por que priorizar o ensino de determinadas ciências em detrimento de outras? Por que os currículos escolares contemplam a disciplina e não o conhecimento e o movimento corpóreo? Por que atribuir à arte um espaço de recreação em detrimento de um espaço de criação? Inquietações que se não explicitas permeiam a discussão e que tornam o tema interessante.

Por Janine Falcão

Para ver o TCC de Patrícia na integra clique aqui!

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

“Tenho sempre em vista a necessidade de a arte não ser utilizada apenas como acessório”

Leave a Reply